21 de dezembro de 2007

LEITUTAS # 23

Primeiro aguaceiro de Inverno
Meu nome será:
Vagabundo



Primeira neve –
as folhas dos junquilhos
quase vergadas



A água é tão fria
Como pode a gaivota
adormecer?



As mãos no lume
… e na parede
a sombra do meu amigo



Um vento glacial sopra
Os olhos dos gatos
Pestanejam



Separados pelas nuvens
dois patos selvagens
dizem-se adeus



Matsuo Bashô, O Gosto Solitário do Orvalho

4 comentários:

JRL disse...

Maria M.,
Um bom Natal e excelentes entradas no ano novo que aí vem. Beijos.

Ana disse...

O gosto compartilhado da Poesia.

Um beijo com votos de Feliz Natal.

Zénite disse...

Bom Natal, Maria M.

Abraço.

Spectrum disse...

Adoraria poder fazê-lo de outra forma, mas não tenho o teu e-mail.
Com o gosto sempre compartilhado da poesia, o desejo de um Natal sereno, tranquilo e bom.
Um beijo M.